Domingo, 28 de Novembro de 2021 11:59
61 98433-0150
Senado Federal Senado Federal

Orçamento: Congresso vota nesta sexta regras para dar mais transparência a emendas

O Congresso Nacional analisa nesta sexta-feira (26) o PRN 4/2021, projeto de resolução que cria regras para a destinação de emendas ao Orçamento: a...

25/11/2021 18h10
4
Por: Comunicação Fonte: Agência Senado
Waldemir Barreto/Agência Senado
Waldemir Barreto/Agência Senado

O Congresso Nacional analisa nesta sexta-feira (26) o PRN 4/2021, projeto de resolução que cria regras para a destinação de emendas ao Orçamento: a sessão na Câmara dos Deputados está prevista para as 10h  a do Senado, para as 11h. A aprovação desse texto é uma tentativa do Congresso de ampliar a transparência na apresentação, aprovação e execução das emendas de relator-geral da lei orçamentária.

O relator da matéria é o senador Marcelo Castro (MDB-PI).

Apresentado pelas Mesas do Senado e da Câmara, o projeto limita o valor das emendas de relator-geral, que passariam a ser direcionadas apenas para políticas públicas previstas em parecer preliminar. A intenção é permitir que os membros do Congresso Nacional e a sociedade tomem conhecimento prévio disso antes da apresentação do relatório geral.

O projeto também amplia a transparência na execução dessas emendas, definindo regras objetivas para a publicação das indicações feitas pelo relator-geral, bem como das solicitações de recursos que as tiverem fundamentado.

Marcelo Castro disse que vai cumprir à risca a decisão liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu as emendas de relator até que o Congresso reveja essa modalidade de despesa.

— Não se pode demonizar as emendas de relator, que sempre existiram e continuarão existindo, na minha percepção. Eu defendo que seja estipulado um limite para esses recursos e que sejam fortalecidas as emendas de bancada e de comissões, analisadas por parlamentares que possuem amplo conhecimento sobre os temas específicos e as demandas prioritárias de seus estados — argumentou ele.

As novas regras previstas na proposta, se aprovadas, devem valer já para a lei orçamentária de 2022 e vão normalizar as emendas de 2021 que já foram previstas, executadas e estão suspensas.

Nota da Presidência do Senado

A Presidência do Senado divulgou nota em que confirma a análise do projeto pelo Congresso nesta sexta-feira, além de anunciar um ato conjunto das Mesas da Câmara e do Senado para ampliar a publicidade e a transparência da execução orçamentária.

A Presidência do Senado Federal esclarece que, visando a garantir o cumprimento da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), no julgamento da medida cautelar das APFs 850, 851 e 854, será publicado, na data de amanhã (26/11), Ato Conjunto das Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal promovendo a implementação de mecanismos para ampliar a publicidade e a transparência ativa da execução orçamentária das despesas discricionárias com indicador de Resultado Primário (RP 9 - Emendas do Relator-Geral) das Leis Orçamentárias Anuais de 2020 e de 2021, bem como será apresentado e pautado em sessão do Congresso Nacional na data de amanhã [sexta-feira, 26] Projeto de Resolução de autoria das Mesas de ambas as Casas alterando normas regimentais para ampliar a publicidade e a transparência da sistemática de apresentação, aprovação e execução das emendas de Relator-Geral para as próximas Leis Orçamentárias Anuais.

Brasília - DF
Atualizado às 11h54 - Fonte: Climatempo
25°
Muitas nuvens

Mín. 20° Máx. 27°

25° Sensação
30 km/h Vento
74% Umidade do ar
90% (22mm) Chance de chuva
Amanhã (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio